07/08/2019 às 17h12min - Atualizada em 07/08/2019 às 17h12min

Governo de MS vai investir R$ 4 milhões para transformar o Morenão em arena e a UFMS será responsável pelo ‘projeto técnico’

Leonardo Rocha
campograndenews

O governo estadual anunciou a reforma do estádio Morenão, em Campo Grande/MS, que terá um investimento previsto de R$ 4 milhões. A intenção é trocar toda parte elétrica, hidráulica, banheiros, tampar o fosso e até colocar assentos em todos os setores, para que o lugar funcione como uma “arena” de futebol de verdade.

Em reunião realizada segunda-feira (05), ficou acordado que a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) será responsável pelo “projeto técnico” da obra, com prazo de 60 a 90 dias para conclusão. Depois, caberá à Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) abrir licitação e começar as obras.

Deste recurso, R$ 3 milhões devem vir do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-MS)

“Fizemos uma reunião no conselho (Procon) e entendemos que até seguindo o estatuto do torcedor, o estádio tem um vínculo com o consumidor, por isso que vamos participar”, disse o diretor-presidente do Procon, Marcelo Salomão.

Ele adiantou que a intenção é transformar o Morenão em uma “arena”, para receber além do campeonato estadual, jogos de times nacionais e até da Seleção Brasileira.

“A intenção é resgatar este estádio que faz parte da história do Estado”, disse Salomão, em entrevista ao Campo Grande News.

Prazo

Apesar do prazo concedido a UFMS, a expectativa é que o projeto técnico seja antecipado, para que já se faça o quanto antes a licitação (obra). A intenção é atender todas as exigências do Ministério Público e Corpo de Bombeiros em relação a estrutura, para já ter a liberação do campeonato estadual em 2020.

A proposta de reforma foi apresentada pelo chefe de gabinete do Governo, Carlos Alberto Assis, ao promotor Luiz Eduardo de Almeida, da 43º Promotoria de Justiça e Defesa do Consumidor, com a presença do reitor da UFMS, Marcelo Turine.

Assis ressaltou que a reforma do Morenão é uma das prioridades do governo estadual. A transformação em uma “arena moderna”, até para sediar grandes eventos esportivos, vai fazer parte de uma segunda etapa, que pode ter inclusive parcerias com a iniciativa privada.

Turine também destacou que a UFMS não tem recursos no seu orçamento para “custear sozinha” a reforma e os gastos do estádio

Para o projeto, também está previsto um novo placar eletrônico. Assis adiantou que a intenção é que a obra fique pronta até o começo do Estadual do ano que vem.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »