17/09/2019 às 09h25min - Atualizada em 17/09/2019 às 09h25min

Ao lançar campanha, Mandetta diz que baixa imunização causou surto

Mato Grosso do Sul entrou na lista de estados com surto ativo

ADRIEL MATTOS
Correio do Estado

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse durante o lançamento da campanha de vacinação “Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras”, na manhã desta segunda-feira (16) em Ponta Porã, cidade ao sul de Mato Grosso do Sul, que os baixos índices de vacinação, somados à importação de casos de sarampo do exterior, causou o surto da doença em todo o Brasil. Na sexta-feira (13), o estado passou a integrar a lista de unidades da federação em surto ativo de sarampo.

“Ao assumir o Ministério da Saúde, chamou a atenção a queda do índice de vacinação. No dia da posse [1º de janeiro], alertamos que deveria ocorrer o retorno de doenças infecciosas previníveis”, afirmou. O ministro lembrou que, devido à crise socioeconômica da Venezuela trouxe para Roraima os primeiros casos da doença, em 2018, que se espalharam pela região devido à imunização baixa.

Mandetta destacou ainda que o desembarque de turistas no litoral durante o Carnaval colocou a pasta em alerta. “Quando chegou o Carnaval deste ano, os navios europeus, que de maneira geral, tem baixa vacinação, pararam no Porto de Santos, no litoral da Bahia e no litoral do Rio de Janeiro com casos de sarampo a bordo. Vacinamos até nove mil pessoas, mas os que não tinham sintomas, desembarcavam. Só que poderiam estar no período de incubação, que já está transmitindo o vírus. Então alertamos os estados que redobrassem a atenção”, explicou.

CAMPANHA

O Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras acontece entre os dias 16 e 27 de setembro para imunizar contra o sarampo e a febre amarela. A campanha abrange cinco cidades brasileiras que fazem fronteira com países-membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul). Nesta segunda-feira, foram imunizados moradores de Ponta Porã e Pedro Juan Cabellero, cidade paraguaia vizinha ao estado.

A ação também ocorrerá em Dioníosio Cerqueira (SC), Barra do Quaraí (RS) e Foz do Iguaçu e Barracão (PR). No Paraguai, as cidades são Pedro Juan Caballero e Ciudad del Este. Já na Argentina, a ação irá acontecer Bernardo de Irigoyen e Puerto Iguazú. No Uruguai, a vacinação acontece em Bela Unión.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »