14/11/2019 às 07h57min - Atualizada em 14/11/2019 às 07h57min

Atraso de repasses do Governo do Estado causa paralisação parcial do HR de Coxim

Maikon Leal
Coxim Agora

Devido ao atraso do repasse mensal de aproximadamente R$439 mil por parte da Secretaria Estadual de Saúde do Governo do Estado, os médicos do Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva, decidiram realizar atendimento somente de casos de urgência e emergência a partir desta terça-feira (12).

Segundo o diretor da Fundação Estatal de Saúde do Pantanal, Márcio Siqueira, os médicos são pagos pela Secretaria Estadual de Saúde do Governo do Estado e estão sem receber duas parcelas de R$ 439 mil, referente aos meses de setembro e outubro deste ano. Somado, o valor a ser recebido é de aproximadamente R$ 878 mil para o pagamento destes profissionais.

O restante dos pagamentos dos funcionários da instituição estão em dia, garantiu o diretor da instituição que também informou que foram encaminhados ofícios ao Conselho Regional de Medicina, Ministério Público Estadual, Câmara Municipal de Coxim descrevendo a situação do débito em atraso.

Os documentos foram encaminhados nesta terça-feira (12) e até o momento o hospital ainda não obteve nenhuma resposta.

Amparados pela Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 2217 de 27 de setembro de 2018, o corpo clínico do hospital protocolou nesta terça-feira, um ofício informando a direção da Fundação Estatal de Saúde do Pantanal sobre a paralisação parcial.

Conforme o ofício, os médicos não recebem há dois meses, e antes que o problema se alastre por mais tempo, houve um consenso para que o serviço de atendimento de pequena complexidade fosse interrompido, até que os repasses sejam realizados e a situação financeira seja normalizada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »