21/09/2022 às 07h36min - Atualizada em 21/09/2022 às 07h36min

EUA enviam missão para inspecionar frigoríficos em MS para novos negócios

O superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em MS, Celso Martins, confirmou a presença dos americanos

DA REDAÇÃO/CORREIO DO ESTADO
Foto: Divulgação
*As informações são do CORREIO DO ESTADO

Os Estados Unidos enviaram uma missão ao Brasil para visitar frigoríficos em quatro Estados: Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás e Santa Catarina. 

A missão começou dia 9 deste mês, já passou por Mato Grosso do Sul , agora está em Santa Catarina e será finalizada próxima semana .

O motivo da missão, na avaliação do superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Celso Martins, pode ser interpretado de três formas: verificar as condições sanitárias dos frigoríficos com intuito de manter, ampliar ou, em uma hipótese negativa, de paralisar as exportações para a promoção de novas adequações.

Apesar das três possibilidades, Celso Martins crê que a tendência é de ampliação das exportações de carne bovina para os Estados Unidos. 

Ele explicou que o setor investiu e que as vendas externas – de uma maneira geral – estão aumentando. 

O preço da carne bovina trouxe dois ganhos para o pecuarista brasileiro: um com a desvalorização do real e outro com o reajuste de tarifas em dólar.

Números da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) mostram que, no Brasil, já foram exportadas 1,4 milhão toneladas de carne este ano no período entre janeiro e agosto. 

Essa quantidade de carne rendeu um faturamento de US$ 8,7 bilhões, a um preço médio de US$ 5.930 por tonelada. 

Ano passado as exportações – de janeiro a dezembro – renderam US$ 9,2 bilhões a um preço médio de US$ 4.990 por tonelada. 

No total, o Brasil exportou 1,9 milhão de toneladas.

Hoje, Mato Grosso do Sul é o quarto maior exportador de carne bovina do País. 

Em 2021, o Estado exportou 190,4 mil toneladas, faturou US$ 897 milhões a um preço médio – por tonelada – de US$ 4.710. 

Este ano, no período referente de janeiro a agosto, já foram exportadas 149,5 mil toneladas, com um faturamento de US$ 796 milhões. 

O preço médio por tonelada está em US$ 5.320. 

No Estado, a missão norte-americana visitou um frigorífico em Campo Grande e outro em Bataguassu - uma da JBS e outro da Marfrig. 

Mato Grosso do Sul exporta, para os Estados Unidos, todas carnes produzidas: bovina, suína, de aves e de peixes. 

A missão norte-americana era focada na carne bovina e o resultado dela deve ser anunciado próximo mês pelo Mapa.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »