11/09/2019 às 09h07min - Atualizada em 11/09/2019 às 09h07min

Está preparado? Inmet alerta para calor extremo de 44°C e risco de morte em MS

Alcinópolis esta entre as 36 cidades que receberam alerta de onda de calor e risco de hipertermia

Mariane Chianezi
midiamax

Para quem não gosta de calor e sente saudades do friozinho dos últimos meses, pode ir se preparando para suportar o dia mais quente do ano em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (11). O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), emitiu alerta de calor extremo para o estado com possibilidade de hipertermia e risco de morte para a população.

Conforme o Instituto, 36 cidades entraram na lista na área vermelha no mapa, indicando grande perigo para os moradores. A onda de calor promete ser a mais intensa do ano e os idosos, principalmente, devem ter atenção redobrada.

Área em vermelho recebeu alerta de grande perigo para a saúde | Foto: Inmet

Em Campo Grande, o dia já deverá amanhecer quente, marcando 24°C e a tarde, o calor deve chegar a 40°C. A umidade relativa do ar segue extremamente baixa durante o dia, marcando até 15% apenas. A região que mais deverá fazer calor é a região do Pantanal, onde em Corumbá e Miranda, deve fazer 44°C.

Vale lembrar que o tempo segue seco e, de acordo com o Inmet, não há previsão de chuva para pelo menos até o próximo fim de semana. Confira a lista de cidades que entraram na emissão vermelha do instituto:
 

Água Clara, Alcinópolis, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Brasilândia, Camapuã, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Inocência, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paranaíba, Paraiso das Águas, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sonora, São Gabriel do Oeste, Terenos e Três Lagoas.

Além disso, o Inmet emitiu as seguintes orientações para os moradores:

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas;
  • Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.;
  • Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.;
  • E o principal: consumir água à vontade.

Em caso de qualquer emergência, ligue para os Bombeiros (193) ou na Defesa Civil (199).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »