13/02/2020 às 08h01min - Atualizada em 13/02/2020 às 08h01min

Se dono não aparecer touro capturado na Gury Marques será doado

Proprietário do animal deve procurar o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses)

Adriano Fernandes e Rosana Siqueira
campograndenews
O dono do touro que atacou duas pessoas e deu trabalho para ser capturado nesta quarta-feira (12), na Avenida Gury Marques, tem dez dias para se apresentar e resgatar o animal. Caso contrário ele será doado para entidades sem fins lucrativos, como à Fazenda Escola da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Depois de quase 8 horas no cruzamento da Avenida Gury Marques com Guaicurus, no bairro Universitário, o touro foi contido e levado pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). O órgão possui uma parceria com uma empresa que faz o resgate desses animais de grande porte.

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) se o proprietário se apresentar nesse prazo, deverá pagar uma guia referente aos custos do resgate do animal, no valor de R$46,60, e um auto de infração por manter o animal em via pública, que varia de R$100 a R$15 mil, podendo ser maior dependendo da gravidade do caso. 

Para a retirada do animal, ainda conforme a secretaria, também é necessário que informe o local para onde ele será levado. Se ele não comparecer dentro dos dez dias, o animal será doado.

Resgate - O animal chegou ao local por volta da meia-noite. Uma hora depois, uma equipe do Corpo de Bombeiros conseguiu imobilizar o touro, que foi amarrado em uma árvore, no entanto, uma pessoa ainda não identificada passou pelo trecho e cortou a corda que amarrava o animal.

Novamente solto na avenida, ele acabou atacando uma motociclista e um pedestre que ultrapassou a área de isolamento. O touro também tentou atacar os militares que atendiam a ocorrência e danificou com o chifre duas viaturas, uma do Corpo de Bombeiros e outra da Polícia Militar. Depois de muito transtorno o animal foi amarrado e colocado em uma carretinha acoplada a um caminhão.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »